6 de novembro de 2018

CFF aprova resolução que trata do cuidado farmacêutico às pessoas com deficiência

A presidente do Conselho Regional de Farmácia de Alagoas, Mônica Meira, esteve em Brasília participando da 475ª Reunião Plenária que trouxe como tema dois pontos importantes: o cuidado farmacêutico relacionado aos suplementos alimentares e o cuidado farmacêutico às pessoas com deficiência.

O cuidado farmacêutico às pessoas com deficiência é assunto que o CFF já vem discutindo, tanto que, pesquisas e relatos sobre esses atendimentos foram apresentados um dia antes da reunião. A coordenadora da comissão de ações para a comunidade no Conselho Regional de Farmácia em São Paulo mostrou uma pesquisa que constatou que muitos dos pacientes portadores de deficiência já haviam passado por dificuldades durante o tratamento medicamentoso. 

Quem também relatou a sua experiência junto a estes pacientes foi a farmacêutica Mayara Siqueira, do Mato Grosso do Sul. Ela contou que recorreu ao curso de libras para atender melhor aos pacientes e enfrentar a barreira da comunicação entre o paciente e o profissional farmacêutico.

Mônica Meira elogiou a iniciativa do CFF que vem trabalhando para reduzir a discriminação das pessoas com deficiência, já que o profissional tem dificuldade para realizar o atendimento.

Ela lembrou que durante a plenária foi aprovada a resolução que estabelece as diretrizes para o cuidado farmacêutico às pessoas com deficiência. “Parabéns ao CFF, que de forma inédita, aprova uma resolução que traz como prioridade a atenção do profissional farmacêutico para os pacientes portadores de deficiência”, revelou.

Suplementos alimentares

Nesta mesma plenária, o CFF aprovou a norma que amplia o âmbito de atuação do farmacêutico na atuação da cadeia de suplementos alimentares. Este é o resultado de um grupo de trabalho, promovido pelo Conselho Federal de Farmácia, que juntamente junto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e outros conselhos profissionais, promoveram uma revisão da regulamentação de toda a cadeia dos suplementos alimentares.

Mônica explicou que muitos farmacêuticos já atuam neste segmento e com a aprovação da norma, os profissionais terão mais segurança e tranquilidade. “Regulamentar significa trazer um respaldo normativo para estes farmacêuticos que já atuam em prol do bem-estar e da qualidade de vida da população”, revelou a presidente.

O presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, informou que houve um grande empenho de sua parte para viabilizar a elaboração desta resolução que traz aos farmacêuticos a capacidade técnica e a expertise para contribuir com o uso seguro, correto e racional desses produtos, auxiliando na obtenção dos melhores resultados.

Fonte: Ascom CRF/AL com CFF

6 de novembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *