11 de maio de 2018

EAD: secretário-geral do CRF/AL participa da discussão em Brasília

O secretário geral do Conselho Regional de Farmácia de Alagoas e representante da comissão parlamentar do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Alexandre Correia, participou nesta quinta-feira, 10, da I Reunião dos Conselhos Profissionais da área de saúde sobre Educação a Distância.

O encontro que aconteceu em Brasília teve como objetivo traçar as diretrizes que serão apresentadas na audiência pública na Câmara dos Deputados que acontece no próximo dia 15. De acordo com Alexandre, a proposta apresentada por meio de Projeto de Lei (PL) é que grande parte dos cursos de saúde sejam 100% a distância.

A reunião contou com a participação do deputado federal Mandetta (DEM-MS), que deixou clara a sua posição contrária ao PL. “Esse projeto desde o início traz vícios de suspensão, o lobby é muito grande. Essa é uma luta pela sociedade que é quem vai sofrer os efeitos dessa política sínica que está querendo ser imposta para esta e as próximas gerações”, falou o parlamentar.

Ivone Martine, coordenadora do Fórum dos Conselhos Federais da Área de Saúde (FCFAS)  em seu discurso reforça que este é assunto que tem que ser debatido até porque 70% dos eventos adversos que ocorrem na saúde são previníveis por ações com mais qualidade. “Imagina como ficaremos com a atuação de pessoas sem uma formação de qualidade pelo ensino a distância”, questionou.

Walter Jorge, presidente do CFF, explicou  que o momento é  de unir forças em busca de qualidade  no cuidado  ao paciente  e que essa briga é de todas as profissões  da área  da saúde, já que a atuação é multidisciplinar.

Alexandre pontuou que o discurso dos Conselhos é unificado, todos querem a manutenção dos cursos presenciais. “Não se pode afastar o principal alicerce do profissional de saúde que é ouvir, sentir e escutar o paciente isso vai trazer vários prejuízos à saúde pública do país”, comentou.

O Conselho Regional de Farmácia de Alagoas vai propor uma reunião com os demais conselhos de classe da área de saúde para a criação de um fórum dos conselhos de profissões no Estado para levar o debate a Assembleia Legislativa Estadual com a finalidade de sensibilizar os parlamentares. “A nossa preocupação maior é a saúde pública que hoje já vive uma situação difícil, imagina com a chegada de profissionais ao mercado que não passaram pelas atividades práticas inerentes de cada curso”, alertou.

Fonte: Ascom CRF/AL

11 de maio de 2018

Um Comentário em “EAD: secretário-geral do CRF/AL participa da discussão em Brasília

Edneide cordeiro da silva
19 de maio de 2018 em 00:37

Nao se pode deixar que exista uma granduação em.saude a distancia se nossa qualificação é pra lidar e salvar vidas nas modalidades de ouvir sentir escutar .pois se isso acontecer o senso da saúde só vai almentar é o ato de cuidar nao vai mais existir

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *