16 de novembro de 2016

Congresso mundial de Farmácia reúne 2 mil profissionais e estudantes em Gramado (RS)

Detentor da maior biodiversidade do planeta, com um mercado em franca expansão tanto para a atuação do farmacêutico em Saúde Estética quanto para a Farmácia Clínica, áreas já regulamentadas, o Brasil sediará, de 8 a 10 de novembro, em Gramado, o XII Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa. Promovido pela Associação Brasileira de Países de Língua Portuguesa (AFPLP), o Conselho Federal de Farmácia (CFF) e a Fundação Brasileira de Ciências Farmacêuticas, com o apoio de várias entidades, o evento terá como tema “Vida em equilíbrio: saúde, beleza e bem-estar”. 

Realizado simultaneamente a outros quatro eventos – V Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no Sistema Público de Saúde, Congresso Brasileiro de Fitoterapia, I Congresso Brasileiro de Farmácia Estética e I Simpósio Farmacêutico de Nutracêuticos – o congresso reunirá 2 mil participantes. Estarão presentes, farmacêuticos e estudantes de todos os estados brasileiros e também de Portugal, Angola, Moçambique, Guiné Bissau, Cabo Verde e Brasil.

“Será uma oportunidade o debate sobre áreas em forte ascensão dentro da Farmácia, como Estética, Fitoterápicos e Nutracêuticos. Será, ainda, um momento de integração de farmacêuticos de diferentes regiões do mundo, tanto para conhecermos os avanços da profissão em cada um dos países representados, como as dificuldades enfrentadas no exercício da sua profissão”, comenta o presidente do congresso, presidente da AFPLP e vice-presidente do CFF, Valmir de Santi.

No centro do Congresso Mundial da AFPLP as discussões estarão voltadas para a área clínica, que tem registrado grandes avanços no mundo inteiro. Cada vez mais os farmacêuticos estão assumindo funções que os colocam mais focados no cuidado ao paciente, não se restringindo mais ao medicamento. Uma mesa redonda, no início do evento, apresentará um panorama das doenças crônicas no mundo e qual o papel do farmacêutico que atua no acompanhamento e manejo de pacientes crônicos.

Esse eixo temático também contará com duas mesas redondas para demonstrar as experiências da atuação em farmácia clínica que tiveram êxito em nível nacional e internacional. Na mesa nacional, serão apresentados casos de sucesso de farmácias ou hospitais que implantaram serviços de acompanhamento em vários municípios brasileiros. Na mesa internacional, profissionais de Língua Inglesa apresentarão experiências de desenvolvimento e de atuação do farmacêutico em área clínica em seus países de origem. Assim como, sobre a prescrição farmacêutica, como funciona a área da farmácia e a atuação profissional nos sistemas de saúde daqueles países.

A abordagem da Fitoterapia será voltada, principalmente para a área pública, com o debate sobre os papeis dos diferentes órgãos do governo em questões como o financiamento de projetos na área. Os participantes terão oportunidade de assistir apresentações sobre modelos internacionais e também de visitar um arranjo produtivo na região de Nova Petrópolis, próximo a Gramado, onde agricultores e indústria mantém uma relação próxima, que vai da produção à utilização da planta medicinal transformada em fitoterápico. Da programação fará parte uma Reunião do Comitê Temático da Farmacopeia Homeopática Brasileira.

O Simpósio de Nutracêuticos abordará o atendimento direto ao paciente e a prescrição farmacêutica desses produtos, de suplementos, de nutricosméticos e de alimentos. Também enfocará a atuação dos farmacêuticos na indústria, na formulação dos produtos, na comercialização e nos treinamentos para os profissionais que atuam na área.

Na área da Saúde Estética, a intenção é divulgar conhecimento e oportunizar o contato de farmacêuticos que já atuam ou pretendem atuar nessa área com novas técnicas, equipamentos e produtos. Durante o Congresso, deverá ser criada a Sociedade Brasileira de Estética e Cosmética.

“Esse evento ocorre em um momento de plena ascensão e expansão da profissão, em que as práticas clínicas se consolidam, resgatando o papel do farmacêutico como profissional do cuidado integral à saúde, perante a saúde pública e a sociedade”, assinala o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.

Fonte: CFF

 

 

16 de novembro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *