19 de setembro de 2013

Pesquisa mostra que 33% dos pais não falam com filhos sobre álcool

Estudo que ouviu mil pais brasileiros foi feita por companhia de bebida.

Eles consideram os filhos muito novos ou têm vergonha de abordar tema.

 
Uma pesquisa realizada pela companhia de bebida Ambev – que reúne 17 marcas de cerveja – concluiu que 33% dos pais e mães brasileiros não falam com seus filhos sobre o consumo de álcool. Além do Brasil, o estudo foi realizado também na Argentina, Bélgica, Canadá, China, Alemanha, México, Estados Unidos, Reino Unido, Rússia e Ucrânia.



Foram ouvidos mil pais de cada um dos países. No Brasil, a principal razão para os pais não terem essa conversa é considerar que o filho ainda é muito jovem: 48% dos entrevistados alegaram esse motivo. Outros 22% disseram que não têm certeza de como começar a conversa; 15% confiam que os filhos tomarão a decisão certa e 9% têm vergonha de discutir o assunto.



Apesar disso, 98% dos pais brasileiros concordam com a afirmação de que é importante que os pais conversem com seus filhos sobre o consumo de álcool. Eles consideram que essa conversa começa a ser importante a partir dos 9 anos de idade.



Na Alemanha, Argentina e Bélgica, a conversa sobre bebidas alcoólicas entre pais e filhos é mais frequente do que no Brasil, segundo os dados levantados pela pesquisa. Já os pais americanos, canadenses, chineses, mexicanos, britânicos, russos e ucranianos abordam o assunto com menos frequência do que os pais brasileiros.



Os dados foram coletados no ano passado em entrevistas por telefone, pela internet ou pessoalmente. Entre os pais entrevistados, pelo menos 25% têm filhos com idades entre 5 e 17 anos.
 
Fonte: Uol Saúde

19 de setembro de 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *